terça-feira, 30 de junho de 2015

Zico critica Seleção, Dunga e Gilmar Rinaldi


Que as farpas voariam nas mesas redondas na noite desta segunda-feira (29) pós-eliminação na Copa América, todo mundo já esperava. O que ninguém contava era com a enxurrada de declarações de ex-craques, ex-técnicos e ex-campeões, no mesmo dia.
Reunidos num evento do Instituto Bola Pra Frente, do ex-jogador Jorginho, todos os presentes diretamente envolvidos com o futebol foram questionados pela imprensa sobre o fracasso da seleção no torneio. E ninguém poupou críticas. Nem Parreira, nem mesmo Zagallo - que chegou a declarar que “não temos material humano adequado, porque estamos numa fase de transição”.
Mas quem roubou a cena com um verdadeiro desabafo foi mesmo Zico. “Achei até que com a saída do Neymar, todos fossem se juntar e mostrar que não dependemos só de um jogador. Mas isso não aconteceu”.
E sobre sua declaração ao jornal Extra, sobre a seleção não ser um “balcão de negócios”- referindo-se à presença de Gilmar Rinaldi na comissão, o ídolo flamenguista apenas reforçou. “Não falei que ele é empresário, inclusive espero que ele não seja. Mas eu vi de perto isso no Flamengo. Fui convidado por ele para jantar, conversamos e minha primeira pergunta foi ‘você vai deixar de ser empresário para trabalhar aqui?’ Ele me respondeu que fecharia as portas. E quando ele saiu de lá, já estava trabalhando com Adriano, Juan e Reinaldo. Acho que, para a seleção brasileira, tem que ter currículo”.
E não parou por aí. Sobrou até para o técnico Dunga. “Deus está dando a ele outra oportunidade de fazer coisas melhores e melhorar a vida dele. E não ficar se remoendo, toda vez que acontece uma coisa desagradável, fica atacando pessoas que não têm nada a ver com isso, a meu ver, até pessoas que dignificaram a história do futebol”.

0 comentários:

Postar um comentário