segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Entrevista com Lucian, candidato a membro do Conselho Tutelar de Dormentes


No próximo domingo (04), acontecerá em todos os municípios do país a eleição para escolha dos membros do Conselho Tutelar, e em atenção ao espaço reservado por esse blog aos candidatos do município de Dormentes para expor suas ideias, o candidato Lucian de Batista do Campo Santo nos concedeu entrevista a seguir:

Apresentação:

Primeiramente quero agradecer ao blog pelo espaço reservado para poder aqui expressar-me diante da população do nosso município. Meu nome é Lucian Damasceno Pessoa, também conhecido como Lucian de Batista do Campo Santo ou Lucian genro de Tertulino. Meus amigos [a] Dormentenses, venho através deste blog, comentar sobre um assunto de suma importância para nosso município; Assunto este de abrangência também nacional, daqui alguns dias será realizado  a eleição do Conselho Tutelar e se faz necessário que ,as comunidades elejam pessoas sérias com conhecimentos adequados para melhor desempenhar nas atividades pertinentes ao cargo de conselheiro. Eu tenho me preparado bastante e se me derem essa oportunidade, pretendo trabalhar conforme manda a lei. Isso não é mera propaganda politica, tenho fé no que falo.


Como o senhor avalia o trabalho dos atuais membros do Conselho Tutelar de Dormentes?

Como em todos locais de trabalho, existem pessoas que se destacam mais que outras, não é diferente no Conselho Tutelar de Nossa cidade, mas eu admiro bastante o trabalho que vem sendo desenvolvido aqui onde hoje temos profissionais que mesmo sem toda assistência necessária, fazem seu trabalho com amor e dedicação

Qual é o trabalho e a competência do conselheiro tutelar?

O Conselho Tutelar zela por crianças e adolescentes que foram ameaçados ou que tiveram seus direitos violados. Mas zela fazendo não o que quer, mas o que determina o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) em seu artigo 136, nem mais (o que seria abuso) nem menos (o que seria omissão). Toda suspeita e toda confirmação de maus tratos devem ser obrigatoriamente comunicado ao Conselho Tutelar, que não pode ser acionado sem que antes o munícipe tenha comparecido ao serviço do qual necessita. O Conselho Tutelar não substitui outros serviços públicos (não é para isso que foi criado) e só deve ser acionado se houver recusa de atendimento a criança e ao adolescente.

Na sua opinião, como o Conselho Tutelar e o município devem fazer para enfrentar a questão dos menores da cidade?

Primeiramente notificar os pais ou responsáveis e ao chegarem à sede do Conselho deve ser feita uma advertência por escrito. A partir daí, o caso deve ser encaminhado para o Ministério Público local. Onde deve-se tomar as medidas cabíveis, com proteção à criança ou adolescente, bem como realizar um trabalho de orientação aos seus pais ou responsáveis, o que não pode é baixar a cabeça em meio a esse absurdo que vem acontecendo em nosso Município, onde nos deparamos todos os dias com esses menores cometendo pequenos delitos, consumindo álcool, e colocando também a sua própria vida em risco permanecendo nas ruas de nossa cidade até altas horas da madrugada.

O senhor é contra ou a favor da maioridade penal? Porque?

A princípio sou contra. Todavia, se, e somente se, após efetivamente colocado em prática o ECA (ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE) em todos os seus ditames, todos os seus artigos respeitados e efetivados pelo Estado, continuarmos a presenciar o envolvimento de adolescentes, somente após isso, poderíamos começar a discutir sobre a mudança. Por mais que se diga o contrário, a Lei referida é muito boa, umas das melhores e mundialmente reconhecida. Precisamos sim, antes de se discutir qualquer redução de idade penal, é cobrar do Estado o efetivo cumprimento do ECA

Por que o senhor quer ser conselheiro tutelar?

Primeiramente conseguir um dia ser conselheiro em minha cidade, é um sonho de criança, onde hoje me sinto preparado para atuar na área, quero ser conselheiro por vários motivos: 1º porque sou um pai apaixonado pelo minha filha, e acredito que a base da criança está na família. 2º Penso não ser o suficiente gostar de criança, é preciso fazer algo por elas, defendê-las e ajudá-las para que sejam adultos sadios e tenham uma vida de melhor qualidade, e 3º Por ter ao meu lado minha Família e vários amigos que estão dispostos me dando total apoio para que possa seguir em frente nessa empreitada.

Qual sua mensagem para os pais dos menores de Dormentes?

Senhores Pais e Amigos de Dormentes, se eleito farei de tudo para honrar e fazer jus à confiança que a população de, Dormentes me confiou. Quero trabalhar em equipe, pelo resgate de valores nas famílias, com dignidade, obedecendo as leis como o Estatuto da Criança e do Adolescente. Vale lembrar que terei dificuldades e obstáculos, mas enfrentarei com firmeza e segurança, assegurando e preservando os direitos, inclusive os do artigo 4: “É dever da família, da Comunidade e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”. Peço à população que me dê essa oportunidade, pois farei o melhor possível pelas meninas e meninos do meu município.


Mais uma vez destacamos que, o espaço fica aqui reservado a todos os candidatos. 


Por: Lourinaldo Teixeira/Dormentes em Rede

0 comentários:

Postar um comentário