terça-feira, 29 de setembro de 2015

Prefeita de Afrânio lamenta os cortes: “foram inevitáveis”


A crise chegou na prefeitura de Afrânio (PE). Com 20 dias de atraso nos salários dos servidores, a prefeita Lucia Mariano (PSB) garante que a normalização da folha de pagamento acontecerá nesta quarta-feira (30). De acordo com ela, devido a crise, a gestão teve que ‘cortar da própria carne’ para ajustar o orçamento.
Segundo a prefeita, o pagamento dos salários estava previsto para dia 10, mas não teve recursos para tal fim. “Infelizmente os recursos não chegaram, mas a previsão já chegou, e dia 30 pagaremos”.
Além dos atrasos dos contratados e comissionados, a prefeita assume que está tendo dificuldade de fechar as contas do município. “A crise foi no país inteiro, não fomos nós que criamos. A crise vem de lá de cima e vem afetando todos os municípios do Brasil, principalmente os municípios menores que sofrem muito com a perda do FPM (Fundo de Participação dos Municípios)”.
A prefeita disse que precisou fazer esse enxugamento para não ter futuros problemas com as contas do município. “Tivemos que demitir porque não é justo que as pessoas trabalhem e chegue o dia receber e não ter dinheiro. Cortamos esses trabalhadores com muita dó, mas foram inevitáveis”.
O setor mais atingido com os cortes foi a Educação. Cerca de 200 servidores desligados, e Lúcia admite que alguns serviços serão atingidos. “Lamentamos, mas tivemos que tomar essa atitude porque a crise pegou de cheio, as professoras contratadas e as merendeiras foram as que mais saíram e os alunos vão ficar na carência”.
Lúcia diz que os servidores municipais efetivos estão com os salários em dias.
(Site da Rádio Grande FM – Nossa Voz)

0 comentários:

Postar um comentário