quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Sobre obra parada do MCMV, deputado Adalberto Cavalcanti culpa ex-gestor de Afrânio. “Ele desviou e merece prisão”


O deputado federal Adalberto Cavalcanti (PTB) culpou o ex-gestor Carlos Cavalcanti (PSD) pelo fato de Afrânio não ter obras em andamento de moradias do Programa Minha Casa Minha Vida. De acordo com ele, irregularidades foram encontradas na tramitação o que causou o embargo da obra.
Questionado se ele se sente desprivilegiado de não conseguir destravar os empasses para a continuidade na construção das moradias, Adalberto diz que não é desprivilegio, mas que está respeitado uma determinação judicial. “Temos mais de três terrenos para a construção das casas, mas nós não podemos desobedecer uma ordem da Justiça. Estamos correndo para resolver esses problemas”, disse.
A prefeita do município, Lucia Mariano, disse que os problemas burocráticos estão sendo resolvidos para a conclusão das 28 residências do Programa do Governo Federal e para que a gestão possa requerer mais unidades para o município. “Regularizamos a situação e vamos dar continuidade a essas obras, destravamos os encalços. Esses 28 casas foram as que trouxeram problemas em Afrânio, mas já foi resolvido e vamos buscar apoio do Governo Federal para a construção de novas unidades habitacionais”.
Por telefone, o ex-prefeito Carlinhos rebateu as declarações. “Tudo o deputado culpa os ex-prefeito. Eram 40 casas, deixei tudo certinho, assinado. As 28 casas não foram feitas porque a prefeitura na atual gestão não doou o terreno, e agora querem colocar a culpa em mim”, declarou.
Adalberto retrucou: “O que espero para ele e a cadeia, devido tanta irregularidade contida. Esse mentido de mão cheia, é um mentiroso. Ele desviou e merece prisão. Cometeu desvio de finalidade e improbidade administrativa”. O deputado disse ainda que pesam contra Carlinhos várias acusações e que a prova disso são as três contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Município (TCM), durante a sua gestão.

 Grande Rio FM

0 comentários:

Postar um comentário