quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Prefeito de Goianésia do Pará é morto a tiros em velório



O prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes, de 62 anos, foi assassinado com seis tiros na cabeça na noite de domingo (24), durante um velório no bairro central do município, a 335 quilômetros de Belém. Até o momento, a polícia ainda não divulgou informações sobre o paradeiro dos matadores.
Segundo relatos de testemunhas à Polícia Civil, por volta das 20h30, dois homens com capacetes entraram no local do velório, na rua União, atiraram a queima-roupa e fugiram em uma motocicleta. O prefeito, mais conhecido como “Russo”, morreu na hora.
Os principais pontos de acesso a Goianésia, na região sudeste do Pará, são monitorados desde a madrugada desta segunda-feira (25). Policiais civis e militares do município de Tucuruí auxiliam na investigação e busca dos acusados pelo assassinato.
O corpo de João Gomes, nascido em Barras, no Piauí, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tucuruí. Filiado ao Partido da República (PR), “Russo” exercia o seu primeiro mandato. Ele concorreria à reeleição no pleito deste ano. O PR ainda não se pronunciou sobre o caso.
Substituição – A Câmara dos Vereadores de Goianésia deverá se reunir ainda nesta segunda para definir se o vice-prefeito Antônio Pego será empossado imediatamente. O município tem cerca de 36 mil habitantes e está inserido na região agrícola sob influência da rodovia PA-150.
Waldiney Passos

0 comentários:

Postar um comentário