quarta-feira, 7 de junho de 2017

Antônio Campos notifica PSB e Paulo Câmara para não usar imagem de Arraes



O presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Miguel Arraes (IMA), Antônio Campos, publicou nota condenando o uso da imagem do ex-governador Miguel Arraes na propaganda partidária do PSB.

O dirigente do órgão notificou a direção estadual do PSB e o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, para cessar com a vinculação do líder socialista nos vídeos. Segundo o texto, a entidade possui a imagem e nome do ex-governador registrados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), inclusive, como marca e possui a missão de “preservar a história” de Arraes.

Em uma disputa pública com seu antigo partido, o neto de Miguel Arraes quer vetar a vinculação da liderança do PSB ao projeto de reeleição de Paulo Câmara. Ainda segundo a nota, a propaganda não faz uma citação do ex-governador como homem público, mas em contexto de continuidade do atual governo. Segundo ele, não há legitimidade no uso sem prévia autorização do instituto.

“(Ele) é citado dentro de um contexto de continuidade política por Paulo Câmara e não uma citação como homem público, que pertence a todos os pernambucanos, pois não enxergamos legitimidade para tanto, nem houve prévia autorização para a utilização da imagem do ex-governador Miguel Arraes”, detalha a nota.

Após a derrota na eleição para a Prefeitura de Olinda em 2016, Antônio Campos se afastou do PSB e começou a endurecer o discurso contra a sigla. O rompimento definitivo ocorreu no início do ano quando Campos deixou a legenda.

Confira nota:

Exmo Sr. Governador do Estado de Pernambuco
Paulo Câmara

Referência: Notificação para cessação imediata do uso da imagem e nome do ex-governador Miguel Arraes dentro do conceito de continuidade/pertencimento

O Instituto Miguel Arraes – IMA, detentor do acervo, imagem e o nome de Miguel Arraes, cedidos no inventário ao Instituto, devidamente registrados no INPI, inclusive como marcas, sendo uma das suas missões a de preservar sua imagem, história e coerência política, vem notificar Vossa Exa. e o PSB do Estado de Pernambuco para fazer cessar a utilização do nome e imagem do ex-governador Miguel Arraes, na propaganda partidária do PSB, que está sendo veiculada na televisão, que é citado dentro de um contexto de continuidade política e não uma citação como homem público, que pertence a todos os pernambucanos, não se enxergando legitimidade para tanto, nem houve prévia autorização para a utilização da imagem do ex-governador Miguel Arraes.

É de se relembrar e registrar, ainda, que forças expressivas e preferenciais do seu governo, foram as forças que mais agrediram política e moralmente a figura pública de Miguel Arraes de Alencar, que não passou as mãos nas cabeças dos seus adversários agressores, forças essas é que deveriam estar em sua propaganda partidária.



Fonte: Blog Edenevaldo Alves

0 comentários:

Postar um comentário