terça-feira, 13 de junho de 2017

PSDB decide permanecer no governo de Michel Temer



Dividido, o PSDB decidiu em reunião realizada nesta segunda-feira (12), em Brasília, manter o apoio ao presidente Michel Temer, mas deixou aberta uma porta para sair do governo em caso de deterioração da crise política.

Foi predominante a visão daqueles que querem preservar uma aliança com o PMDB diante da proximidade das eleições presidenciais de 2018, caso do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do prefeito da capital paulista, João Doria.

Ao fim do encontro, o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), admitiu ter ficado vencido.

"Esse não é o meu governo, não é o governo dos meus sonhos. Estou aí por causa das circunstâncias do país", disse.

"Minha posição foi vencida, foi uma opinião que não teve consenso da maioria, não teve maturidade do partido para tomar essa decisão", afirmou Tasso, que defendeu o desembarque.  

(Com informações da Folha)



0 comentários:

Postar um comentário